Adidas Supernova Glide Boost 9

Nos últimos 3 anos, o tênis para corrida Adidas Supernova Glide Boost vinha se transformando em algo que poderíamos chamar de lenda dos calçados para corrida. A perfeita harmonia entre amortecimentos firme e macio otimizava sua qualidade de passeio. Seu cabedal era classificado pelos corredores como o melhor dentre qualquer um da linha de calçados running da marca. E muitos corredores simplesmente não podiam explicar a durabilidade insana do seu solado. A entressola Boost que a linha Glide apresentava, recebia o design mais adequado para que o material pudesse oferecer a melhor qualidade de retorno de energia.

As versões 6, 7 e 8 do modelo Glide souberam administrar tudo de bom que as tecnologias Adidas oferecem, pois eram utilizadas na medida certa. E talvez por isso sempre se encontrava nos primeiros lugares das listas de melhores escolhas de calçados para corrida.

Pelo que pesquisamos sobre a última versão do modelo, ou que pelo menos acreditamos ser, muitas alterações foram feitas. E foram tantas que nem parece ser o mesmo modelo. Este fato pode ser visto de duas formas: ou as modificações farão com que, mais uma vez, a Adidas abra precedentes com o Glide, ou muitos corredores sentirão saudades do Glide 8.

Bom, parece que a frase “nem parece ser o mesmo modelo” foi levada a sério pela marca alemã até mesmo na hora de nomear seu produto que, sem explicações claras, chegou nas prateleiras com o nome Adidas Supernova. No site gringo da loja de produtos Adidas, o nome recebeu posteriormente o sufixo Glide 9, mas no site brasileiro permanece como no lançamento.

Se reunir tudo o que lemos, desde reviews e avaliações até comentários em diversas lojas online, podemos concluir que o Adidas Supernova (Glide 9) compartilha muito mais características com os modelos Energy e Ultra Boost do que com seu antecessor, o Adidas Supernova Glide Boost 8.

Mas, pra entender tudo direitinho, continue lendo o nosso review do Adidas Supernova Glide Boost 9.

Cabedal

O cabedal é uma construção única – sem costuras – de Engineered Mesh, um material flexível, leve, respirável e que proporciona um ajuste personalizado, já que se adapta a cada curva dos pés. A malha utilizada funciona como um tipo de invólucro, trazendo suavidade, conforto e um calce seguro independentemente do tipo de pé que o corredor possui.

No calcanhar encontramos uma porção mais acolchoada devido à tecnologia Geofit, que consiste na aplicação de uma espécie de espuma que memoriza o contorno desta região. Ela aumenta o conforto e melhora o ajuste do calçado.

Ainda no colarinho do Adidas Supernova podemos encontrar o Achilles Fit System, um sistema de ajuste especial para o tendão de Aquiles que oferece suporte e segurança sem apresentar resistência, permitindo que ele se mova de forma natural e cheia de conforto.O contraforte traseiro do Supernova 2017 foi alterado. A peça, que pode ser vista na região externa do calcanhar, recebe construção de material termoplástico. Com o nome FitCounter, esta tecnologia Adidas aumenta a segurança e estabilidade do calcanhar, pois ela o envolve de forma a evitar movimentos incorretos que podem ocasionar lesões.

A palmilha removível de tecnologia RespoEVA Sockliner oferece ajuste anatômico, confortável e ainda fornece uma porção extra de amortecimento ao Adidas Supernova Glide Boost 9.

Em linhas gerais, o cabedal do Supernova apresenta poucas modificações em relação ao seu desempenho, conforto, ajuste e suporte. De forma notável, recebe sim um design mais moderno, que se diferencia bastante dos modelos anteriores, principalmente pela ausência das aplicações sintéticas que davam estrutura ao cabedal.

Entressola

A entressola do Glide 9 foi completamente redesenhada. O mais visível foi o acréscimo considerável do volume de espuma Boost utilizado em sua construção: 20% a mais. O resultado desta adição é um passeio mais suave, macio e sensível. Sendo assim, parece que o modelo perde uma das características que mais se evidenciava no seu antecessor, já que o Glide 8 apresentava um passeio mais firme.

Outra mudança está na aplicação da tecnologia adiPRENE, que consiste em uma espuma de alta resiliência fabricada a base de EVA. Sua função é otimizar a absorção de impactos e proteger a sola dos pés. Nas versões anteriores que já recebiam a tecnologia Boost (Glide 6, 7 e 8), a tecnologia adiPRENE percorria toda a extensão entre a palmilha e a entressola Boost. Já na versão 2017 do Supernova, esta camada em EVA foi retirada da região do calcanhar.

A ausência deste material talvez seja correspondente aos 20% a mais de entressola Boost do calçado. Outro resultado desta mudança está na sensação se maior maciez que alguns corredores experienciaram. Para outros corredores, a ausência do adiPRENE reduziu a estabilidade do calçado.

Em relação a estabilidade, uma peça adiPRENE foi colocada na parte interior da região do calcanhar, entre a o material Boost e o solado. Para alguns esta alternativa manteve a qualidade do suporte oferecido pelo calçado.

A tecnologia Torsion System foi alterada e agora recebe a mesma construção que encontramos no modelo Adidas Ultra Boost, que possui uma abordagem de menor construção, porém de mesmo efeito. Sua função é fornecer suporte ao arco do pé, oferecendo mobilidade independente entre o antepé e o calcanhar. Com isso, esta tecnologia é capaz de conduzir os pés para uma movimentação correta durante cada transição.

Resumidamente, o fato que talvez preocupe diante de tantas mudanças, é que a opinião unanime em relação à indiscutível qualidade do modelo Glide, passe a ser dividida entre “corredores que gostaram das mudanças” e “corredores que deixaram de usar a linha Glide por não encontrarem mais no modelo as características que se apresentavam até a sua 8ª versão”.

Solado

O solado do Adidas Supernova Glide Boost 9 teve a mesma história que a entressola deste modelo: uma completa modificação em sua estrutura. Claro, a durabilidade continua a mesma, pois o material utilizado se mantém! Afinal, a borracha desenvolvida pela fabricante de pneus Continental foi um verdadeiro achado para a Adidas.

A novidade é que o solado de tecnologia AdiWare sai de cena e dá lugar à sola de tecnologia StretchWeb, que ocupa todo o comprimento do tênis. Seu design permite maior flexibilidade ao calçado e otimiza seu poder de tração e aderência ao solo.

Conclusão

Adidas Supernova ou Adidas Supernova Glide Boost 9nem parece ser o mesmo modelo. Se este é um fato ruim ou não, fica a critério das preferências de cada corredor, já que tecnicamente este tênis para corrida oferece excelente desempenho, assim como seus antecessores.

  • Bom para: longa distância | competição
  • Peso: 320g (numeração 40)
  • Drop: 10mm
  • Pisada:  Neutra
  • Preço sugerido: R$599,99
Tênis Adidas Supernova Glide Boost 7
Veja Mais Modelos [+]