Nike Air Zoom Structure 22

Chega às prateleiras a 22ª versão do modelo Structure, um tênis para corrida da linha de estabilidade da Nike. Desenvolvido para corredores e corredoras de pisada pronada, Nike Air Zoom Structure 22 fornece um dos melhores controles de movimento do mercado.

Sua nova versão não apresenta mudanças significativas, mas algumas melhorias deixam este tênis ainda melhor para quem precisa de suporte em suas corridas. Confira:

Cabedal

No cabedal do Nike Air Zoom Structure 22 podemos notar algumas mudanças, a maioria delas conferem uma estética mais elegante ao calçado, que o deixa pronto para quem quer conforto no dia a dia ou em momentos casuais.

Alguns detalhes de material sintético foram retirados do seu cabedal, dando espaço para uma cobertura maior da Engineered Mesh (malha projetada) que compões quase toda a parte superior do calçado. Batizada pela Nike de Flymesh, este tecido possui tramas abertas que proporcionam uma excelente ventilação no interior do calçado, fazendo com que os pés permaneçam confortáveis, secos e com temperatura saudável.  Além disso, o cabedal do Structure 22 é de construção única, fator que elimina as costuras para proporcionar um calce seguro e livre de pontos de fricção que podem causar bolhas durante a corrida.

Uma atualização feita em sua versão anterior, o Structure 21, foi o uso de monofilamentos expansíveis na construção do Flymesh. Para quem não se lembra, este material nada mais é do que fios de Nylon que foram projetados especificamente para a confecção desta malha. Com isso, a Nike conseguiu desenvolver um cabedal mais leve e, ao mesmo tempo, de maior durabilidade.

Outra característica que este material confere ao tecido é a sua capacidade elástica, resultando em um cabedal capaz de expandir e contrair de maneira dinâmica e ágil. Isso proporciona um ajuste personalizado, oferecendo conforto para diversos formatos de pé.

Nike Air Zoom Structure 22 mantém o DynamicFit System, que consiste em um conjunto de estruturas que trabalham juntas para garantir estabilidade e suporte de maneira confortável. Fazem parte deste sistema:

Forro parcial: uma camada interna de tecido macio que cobre parcialmente o pé e que está ligada à língua do tênis. Esta camada extra proporciona um ajuste firme e confortável, além de facilitar na hora de calçar/tirar o calçado.

FlyWire: cabos de material leve e resistente que se integram aos cadarços para promover firmeza, estabilidade e suporte aos mediopé. Esta tecnologia é capaz de travar o calçado aos pés, garantindo que não haja deslizamentos durante a corrida, além de colaborar para passadas mais naturais.

E já que estamos falando da tecnologia FlyWire, a Nike modificou a localização e o número de cabos na nova versão do Structure. A versão 21 apresentava cabos FlyWire apenas nos dois últimos ilhoses, já o Structure 22 recebe cabos em todos os passadores de cadarço. Essa melhoria com certeza traz ainda mais firmeza no ajuste e estabilidade durante a corrida.

Structure 21

Structure 22

Outra modificação, que acreditamos ser muito bem vinda, está no formato dos passadores. Para quem acompanha as versões deste modelo, saberá bem o quanto a versão 21 pecou neste quesito. Descrever em palavras os passadores do Structure 21 é quase impossível, o que podemos dizer é que o Nike Air Zoom Structure 22 volta ao simples: furos normais para passar o cadarço!

Na versão anterior, a Nike adicionou um contraforte de clipagem mais rígida, característica que se mantém na versão 22 do Structure. No Structure 21 o contraforte não possuía nenhuma demarcação ou detalhe, apenas uma extensão da malha que compõe todo o restante do cabedal.

Já no Structure 22 uma adição bem interessante pode ser vista no contraforte: ele recebe uma aplicação de material sintético que demarca sua estrutura e se estende até o penúltimo ilhós, na região do arco do pé. Esta adição reforça a estrutura do contraforte e fornece ainda mais apoio e firmeza ao calcanhar. E, claro, não podemos esquecer de comentar que, esteticamente, este detalhe deu um toque mais refinado e moderno ao Nike Air Zoom Structure 22.

Entressola     

A 22ª versão do Structure mantém a entressola presente em sua versão anterior: uma entressola de dupla densidade composta por dois tipos de espumas desenvolvidas pela Nike, a Phylon e a Cushon. Esta combinação resulta em uma dissipação mais homogênia da energia gerada pelos impactos, conferindo um amortecimento de firmeza moderada e, ao mesmo tempo, dinâmico e responsivo.

Esta entressola de dupla densidade é o que a Nike chama de Dynamic Suport, pois ela ainda confere ao Nike Air Zoom Structure 22 a capacidade de fornecer uma transição mais suave, macia e natural, principalmente àqueles que tendem ao movimento excessivo de pronação dos pés.

Outro componente do sistema de amortecimento do Structure 22 é unidade Air Zoom presente na região do antepé. Esta peça é composta de material termoplástico que contém ar pressurizado em seu interior. A diferença entre as unidades Air e Air Zoom está em seu interior que, no caso da Air Zoom, apresenta uma estrutura fibrosa. Estas fibras se contraem quando o antepé entra em contato com o solo para que, na fase final da transição, voltem ao seu estado normal. Desta forma, a unidade Air Zoom não só oferece amortecimento mas como também proporciona um excelente retorno de energia que nos impulsiona a cada passada. Isso garante uma corrida de maior desempenho e com menor desgaste físico.

Solado

Nike Air Zoom Structure 22 continua com o mesmo solado presente em sua versão anterior que, em sua maior parte, é composto pela Duralon Blown Rubber, uma borracha que passa por um processo de injeção de ar durante a sua fabricação, formando micro bolsas de ar que reduzem o peso do material e dão à borracha maior capacidade elástica.

A borracha Duralon está presente em toda a região do solado que recebe os padrões hexagonais desenvolvidos pela Nike e carinhosamente batizado de solado Waffle. Estes padrões compostos pela borracha Duralon conferem flexibilidade ao solado, além de tração, aderência e uma agradável sensação de amortecimento extra durante a corrida.

Outro tipo de borracha também é utilizado na estrutura do solado do Nike Air Zoom Structure 22. Estamos falando da BRS1000, uma borracha carbonizada de alta resistência. Ela garante durabilidade ao solado, principalmente nas áreas de maior desgaste. No caso do Nike Structure 22, a borracha BRS1000 compõe a rubber strip, ou “listras de borracha”, que ocupa parte do calcanhar e toda a lateral externa do solado. Esta estrutura otimiza o poder de tração e garante ainda mais durabilidade ao calçado.

Um detalhe no solado deste modelo Nike está em sua proximidade com o solo. Isso oferece ainda mais estabilidade para corredores e corredoras que utilizam o modelo Structure.

Conclusão

Quando se consegue unir estética e funcionalidade, o resultado convence até mesmo os usuários mais exigentes. E, com certeza, a Nike acertou em cheio com Structure 22: um tênis para corrida bonito, confortável, leve, e de muita estabilidade.

Seu custo benefício está garantido para quem deseja investir em um calçado de qualidade. E, por falar em custo, Nike Air Zoom Structure 22 chega ao mercado com o mesmo preço de lançamento da sua versão anterior. Vale a pena conferir!

Características Técnicas do Nike Air Zoom Structure 22

  • Bom para:  treinos de rodagem
  • Categoria: estabilidade
  • Pisada: pronada
  • Peso: 326g (tamanho 42)
  • Drop: 10mm
  • Preço sugerido: R$499,90
Veja Mais Modelos [+]