Adidas Solar Boost

Adidas Solar Boost: um nome novo para um novo conceito de tênis para corrida.

A grande novidade deste calçado é… o novo! Novos materiais e novas tecnologias constroem o mais recente modelo da marca. Adidas Solar Boost substitui o antigo Adidas Energy Boost e chega às prateleiras trazendo um colorido especial e muitas outras novidades que farão muita diferença durante a corrida!

Adidas Solar Boost: nada se perde, tudo se transforma

Se Lavoisier não tivesse sido guilhotinado por suas ideias certamente estaria muito feliz em ver a sua famosa frase ganhando sentido até mesmo fora da natureza (fora da natureza? pensando bem… mais a diante explicaremos!) onde também “nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”.

Adidas Solar Boost chega para substituir o modelo Adidas Energy Boost que, inclusive, foi o primeiro modelo da marca a receber a tecnologia Boost em sua entressola. Mesmo que haja semelhanças entre os modelos, podemos adiantar que isso ficará apenas no que diz respeito à parte estética, pois Solar Boost também recebe inspirações vindas do modelo Ultra Boost.

Logo de cara, a Adidas dá um novo nome ao tênis, como também fez com outros modelos e algumas tecnologias que agora recebem o prenome Solar, que também é o nome da nova série de calçados running da marca. E, claro, o principal modelo da série é o Adidas Solar Boost.

Mudar o nome de um modelo de tênis muitas vezes não faz sentido (Nike Pegasus 35 que o diga) ou pode ser visto como algo arriscado para uma marca. Porém, no caso do Adidas Solar Boost faz todo sentido, afinal, ele não é uma nova versão do Energy e sim um calçado completamente novo que apresenta desing e tecnologias mais recentes.

Dentre as novidades, uma delas merece destaque: o peso. As versões do Energy, inacreditavelmente, ganharam peso ao longo do tempo e chegou a sua quarta versão pesando 342g no tamanho 41. O Solar Boost corrige este “desconforto” apresentando apenas 288g na mesma numeração. Este é um ponto decisivo na hora de escolher um tênis para corrida!

Bom, já deu pra sentir que o Adidas Solar Boost tem muito o que mostrar, né? Então, vamos conferir!

Cabedal

O cabedal do Adidas Solar Boost é onde se encontram os novos recursos mais relevantes e que certamente fazem com que este modelo se destaque em meio aos seus concorrentes.

Para começar, a Adidas insere ao Solar Boost uma gaiola de suporte para o mediopé que recebe em sua construção material e tecnologia inovadores. Por ser uma nova maneira de desenvolver os seus produtos, falaremos separadamente de cada um.

Material: a unidade que forma a gaiola de suporte do mediopé é fabricada com plástico Parley. Este material não ganha destaque apenas por ser uma novidade, mas por toda a história que carrega consigo. Lembra do Lavoisier e a dúvida que deixamos entre parênteses? Pois é! Tentamos colocar o Solar Boost com algo “fora da natureza” que resulta de algo que não se perdeu, mas se transformou. Porém, o Parley o coloca novamente “dentro” da natureza, pois sua matéria prima é totalmente proveniente de detritos plásticos que foram interceptados em praias e comunidades costeiras para que não chegassem ao oceano, por isso seu nome completo é Parley Ocean Plastic.

Tecnologia: para fabricar as unidades que formam a gaiola do mediopé, a Adidas voltou no tempo para buscar o TFP – Tailored Fiber Placement. O TFP é uma antiga técnica de costura, porém, uma novidade para a fabricação de calçados. Esta técnica consiste na aplicação de fibras sobre uma superfície por meio da costura. No caso do Solar Boost, as fibras de Parley são aplicadas em uma peça de mesh por meio do TFP. Além de ser um processo prático, o TFP contribui para a redução de peso total do calçado.

Agora que sabemos tudo sobre o material e a tecnologia, podemos especificar melhor os benefícios que esta parte do tênis oferece. Trabalhando em conjunto com a amarração dos cadarços, a gaiola tem como função abraçar o mediopé para oferecer um ajuste firme, que deixe os pés no lugar durante a corrida para que, assim, forneça apoio e estabilidade durante as passadas.

No Adidas Solar Boost, podemos notar que a gaiola de mediopé possui uma textura rígida e robusta provinda do Parley que, além disso, também confere integridade estrutural, sustentação e muita durabilidade ao cabedal do tênis.

Por ser uma estrutura que áspera, pode assustar à primeira vista por causar uma sensação de desconforto. Porém, é nesta hora que a lingueta entra em ação. Mais fina do que de costume, a lingueta do Solar Boost recebe um novo design: mais macia e de material muito confortável, ela fica presa ao restante do cabedal por meio de um forro que, além de abraçar o mediopé, ela evita que a lingueta deslize durante a corrida e protege a pele das fricções que podem causar bolhas, ou seja: seus pés não terão contato com a gaiola de mediope ou com o Parley.

Na parte frontal do calçado, onde fica o antepé, a Adidas mantém o material de tecnologia Techfit. Este material é uma malha de tramas abertas que faz o cabedal do Solar Boost oferecer um calce sensação like-sock (como uma meia). Este material abraça os pés sem restrição de movimentos, sendo capaz de acompanhar seus pés de forma ágil, dinâmica, segura e confortável. Este material tem textura aveludada que garante proteção interna para pés. Além disso, o cabedal Techfit fornece respirabilidade ao calçado para manter os pés na temperatura ideal e livre do suor.

Na parte interna do Solar Boost, na região do calcanhar, podemos encontrar enchimentos de espuma na medida certa e um forro macio e confortável. Na região, na parte externa, encontramos duas peças rígidas feitas em TPU. Cada peça ocupa uma lateral do calcanhar, deixando um espaço livre entre elas. Esta é mais uma novidade do modelo. Com este novo design, o contraforte traseiro cumpre sua função de manter o calcanhar firme e estável dentro do calçado, mas também consegue oferecer muito mais liberdade ao tendão de Aquiles. Outro benefício deste contraforte é a facilidade de calçar o tênis que ele confere ao Solar Boost.

Por falar em tendão de Aquiles… Adidas Solar Boost também carrega a tecnologia Fitcounter, que protege o tendão de Aquiles e também facilita o calce. No caso deste modelo, esta “orelha” se apresenta mais alta do que nos modelos anteriores do Energy Boost.

 

Entressola

Solar Boost recebe uma entressola composta por 85% de material Boost (5% a mais do que o Energy). Com a redução do peso em outras partes do calçado, a Adidas encontrou a oportunidade perfeita para dar mais recheio ao sistema de amortecimento do tênis.

Para quem ainda não tem familiaridade com a tecnologia Boost da Adidas, este material revolucionou o sistema de amortecimento da marca. A espuma Boost foi desenvolvida pela Adidas e inserida em seus calçados a partir de 2013. O que faz do Boost uma inovação não é apenas a sua capacidade de oferecer um amortecimento inteligente, mas o seu enorme poder de resposta. Quanto mais energia você aplica mais energia ele devolve, o que otimiza a capacidade de impulso ao final de cada passada melhorando o nosso desempenho durante a corrida. Além de tudo isso, a durabilidade deste material é tão impressionante quanto sua capacidade de amortecimento responsivo.

Como o material Boost é bastante macio, a Adidas adiciona uma entressola intermediária em EVA de maior densidade que circula quase toda a entressola, deixando livre apenas a região do calcanhar que durante cada impacto tem contato direto com o amortecimento macio do Boost. Esta camada em EVA é uma tecnologia batizada pela marca de Adidas Solar Propulsion Rail e sua função é oferecer um equilíbrio ao amortecimento do Boost e colaborar para a estabilidade do tênis durante a corrida.

Já que estamos falando de estabilidade, outra tecnologia que se destina a este fator é o Torsion System, que fica visível através do solado. No Adidas Solar Boost seu formato foi atualizado e, claro, um novo nome: Adidas Solar Torsion System (mas eles esqueceram de gravá-lo na peça, que continua a apresentar o antigo nome!). Este sistema permite que o calcanhar e o antepé tenham movimentação independente, isso otimiza a estabilidade da passada e confere mais naturalidade para a pisada.

Solado

Adidas Solar Boost recebe o solado de batizado de Stretchweb. Em uma tradução literal, mas que define bem esta sola, podemos defini-la como um teia flexível. O desenho de suas travas e as áreas vasadas conferem uma excelente flexibilidade, tração e aderência mesmo em terrenos molhados.

O material do solado é a borracha carbonada desenvolvida pela famosa fabricante de pneus Continental. Esta borracha é de alta durabilidade e de impressionante resistência à abrasão. Isso confere muito mais tempo de uso ao tênis.

Conclusão

Depois de tudo isso podemos concluir que a Adidas chegou ao seu objetivo: oferecer o tênis mais versátil do mercado. Amortecimento e leveza finalmente se encontraram no Adidas Solar Boost, um modelo que deixará os fãs do Energy Boost sem a menor saudade.

No mais, Solar Boost apresenta um estilo moderno que tem agradado a todos. Cores bem combinadas que conseguem dar um ar moderno ao modelo sem perder o toque alegre que toda corrida precisa. Estilo, eficiência, desempenho e conforto são as características mais marcantes deste novo modelo Adidas!

Especificações Técnicas | Adidas Solar Boost

  • Bom para: treinos diários | provas
  • Categoria: intermediário
  • Pisada: neutra
  • Drop: 10mm
  • Peso: 288g (tamanho 41)
  • Preço sugerido: R$599,99
Veja Mais Modelos [+]